O perfil empreendedor

Dando continuidade as entrevistas com dicas para quem quer empreender, convidamos a Profª de psicologia Dra. Magda Macedo Madalozzo, para falar um pouco sobre o perfil do empreendedor.

 

UBISTART: A proposta desse vídeo é falar com a professora Magda da Universidade de Caxias do Sul sobre o caminho empreendedor, as qualidades e os diferenciais que um empreendedor precisa ter para criar um bom negócio.

Profª. Magda: Meu nome é Magda Macedo Madalozzo, sou psicóloga formada pela Universidade de Caxias do Sul com formação acadêmica voltada para a psicologia em ambientes empresariais. Tenho mestrado em administração com ênfase em recursos humanos e conclui o doutorado em psicologia das organizações e do trabalho.
Eu não acredito em receitas e por isso acho legal reconhecer essa singularidade/individualidade como um diferencial. Não é difícil verificar a quantidade de materiais e recursos que temos hoje na mídia direcionados, por exemplo, para o empreendedorismo com receitas e passo a passo bastante descritivos. Porém gostaria de destacar essa particularidade que é a singularidade de cada um.
Falando sobre o perfil do empreendedor, sabe-se da questão do otimismo, da autoconfiança, da capacidade de correr riscos, da resiliência e do desejo de protagonismo. Isso tudo como atributos mais comuns que se está verificando e que os estudos mostram como características dos empreendedores.

UBISTART: Exato! E além disto, quando se fala de sócios, o empreendedor tem que saber lidar muito bem com a relação. É quase como se fosse um casamento. Muitas vezes o empreendedor não precisa saber de tudo, basta ele se complementar com sócios. Em uma empresa de software, por exemplo, é muito importante ter um sócio que seja o líder administrativo e ao mesmo tempo um sócio que seja líder da área técnica.

Profª. Magda: A complementariedade dos estilos de trabalho e pessoais de atuação vale para o empreendedor e para qualquer organização. O empreendedor é como aquele visionário que tem uma visão sistêmica e ao mesmo tempo consegue atrair pessoas que sejam complementares a ele e que possam dar conta das outras demandas para fazer a organização acontecer. Se o empreendedor ficar apenas nessa dimensão visionária e não conseguir colocar isso em prática, fica um sonho que não se consegue efetivar. A capacidade do empreendedor é fazer acontecer; ser visionário; não ter medo de assumir riscos. Não que ele não tenha medo, mas não pode ser um medo paralisador; é um medo que incentiva, que faz buscar novos desafios, encontrar novas alternativas e saídas.

UBISTART: Ser flexível, mas continuar no caminho sem se fechar para o próximo desafio que for aparecer. Acredito que isso vem de encontro com o que você falou, porque irão vir desafios. O empreendedor quando está gerenciando seu negócio tem todo um guarda-chuva de pessoas embaixo e isso é um desafio que quando se está na teoria ele não consegue sentir, só na prática, quando ele abre um negócio, para entender.

Profª. Magda: Uma das limitações e ao mesmo tempo um desafio para o empreendedor é como trabalhar com as pessoas e as diferenças individuais. Nem todos têm um perfil empreendedor e isso acontece no cotidiano de qualquer organização. A tolerância e a disposição em aprender a trabalhar com o diferente é uma habilidade fundamental para o empreendedor porque ele vai precisar trabalhar com pessoas.

UBISTART: O empreendedor tem que ser humilde e reconhecer as qualidades que está em falta nele e que precisa melhorar. Um empreendedor não começa como líder, muitas vezes é o primeiro negócio dele. Por exemplo, um empreendedor não consegue pensar estrategicamente na abertura de mercado e ele vai ter que colocar isso na prática. Muitas vezes é isso que define o empreendedor: ele não tem medo de assumir que não sabe algo, mas que está em busca de aprender e absorver esse conhecimento.

Profª. Magda: Uma sugestão é o empreendedor não ter receio de olhar para si próprio. Uma das alternativas que tem a ser bastante útil na carreira do empreendedor é a capacidade de se conhecer; é o autoconhecimento; é estar disposto a constantemente revisar o seu próprio jeito de funcionar, reconhecendo capacidades e não tendo receio de olhar para suas limitações. Sendo assim ele terá mais condições de enfrentar os desafios do cotidiano. A criatividade, a capacidade de inovação do empreendedor, ligada a capacidade de se reconhecer e de se trabalhar, abre caminhos para o sucesso.

UBISTART: Você gostaria de deixar algum recado ou frase final?

Profª. Magda: Todos temos nosso potencial criativo. É apenas uma questão de censura pessoal, quando a gente se permite usar essa criatividade. Por isso que a criatividade passa pela questão do autoconhecimento também. Liberando um pouco a censura que a gente tem da mente, toma-se contato do seu potencial. Não seja teu próprio limitador. Cria e aproveita os espaços em que você pode expressar e pode conhecer teu potencial.

 

Artigos relacionados

Tags: , , , , ,